#PrecoJusto – eu apóio

Esse Felipe Neto é um bom garoto. Sobra arrogância, falta cabeça aberta, mas é um bom garoto.

Essa semana ele lançou no seu canal do Youtube uma campanha contra os preços abusivos que somos compelidos a pagar por culpa da carga imensa de impostos que cada produto carrega. No fim, ele só falou de produtos importados que interessam mais à classe média alta em torno dos seus 20 anos, MAS continua sendo uma boa intenção. Enfim, pode ser que ele tenha dado esses exemplos simplesmente porque são mais fáceis de mostrar o abuso que sofremos através de comparação com os países de fora. PODE SER.

Não fiz esse post pra falar mal do Felipe Neto, até simpatizo com ele. Mas simpatizei muito com a causa e estou aqui abraçando, quem saiba dessa vez seja possível quebrar a parede que separa “xingar muito no twitter” de um manifesto que realmente possa mudar nosso país pra melhor. Torço muito pra isso.

Entrem lá, pessoal. Só precisa do Nome, CPF (de verdade) e E-mail. Quem sabe podemos finalmente abolir pelo menos parte do estupro financeiro a que somos submetidos todos os dias.

www.precojustoja.com.br

Anúncios

Recomendação Musical – Kevin Gilbert

Bom, não sou muito de recomendar coisas, já que geralmente alguém acaba descobrindo por conta própria.

Mas esse material aqui, como é impossível de achar na internet, vou deixar disposto.

Kevin Gilbert é simplesmente foda – multi instrumentista, vocal, produtor. Produziu muita gente ‘importante’, como Madonna, Sheryl Crow, Michael Jackson. Só não foi frontman do Genesis porque morreu antes, por culpa de um fetiche estranho, asfixiofilia.

Lançou apenas um álbum solo (Thud), depois lançaram um álbum póstumo (The Shaming of the True). Procurei esses CD’s por tudo por aqui… mas só consigo importado sob encomenda, e a loja do exterior tem que encomendar o CD.

Aqui o seu primeiro CD – uma pérola, com certeza. Muito bem produzido, com músicas que vão do mais complexo ao mais pop, carregado de emoção e todo o sumo de criatividade do Sr. Gilbert. Espero que gostem! =D

Kevin Gilbert – Thud

  1. “When You Give Your Love to Me” – 3:20
  2. “Goodness Gracious” – 4:08
  3. “Joytown” – 4:53
  4. “Waiting” – 5:05
  5. “Tea for One” – 5:49
  6. “Shadow Self” – 6:66
  7. “The Tears of Audrey” – 4:47
  8. “Shrug (Because of Me and You)” – 3:54
  9. “All Fall Down” – 5:35
  10. “Song for a Dead Friend” – 5:56

O desespero sem motivos dos estudantes de Jornalismo

Como estudante de comunicação, acabei por esbarrar nessa notícia essa semana:

O Globo – STF derruba necessidade de diploma para ser Jornalista

Pra quem é preguiçoso, basta ler o link, pra ter uma idéia. Essa notícia desencadeou reações negativas da grande maioria de estudantes de jornalismo que conheço. Todos indignados, frustrados, abatidos. O que me espanta,  pois a meu ver isso tudo só traz mais vantagem pro estudante.

Sinceramente, não vejo diploma como prova de competência.

Na área de publicidade pessoas sem curso superior trabalhando não são nada raras, e mesmo assim isso não é motivo de preocupação para profissionais estudados. Afinal, o que torna alguém um bom profissional? Um pedaço de papel ou a força de vontade, capacidade de superação de obstáculos, competência?

Não devemos levar então só em conta o diploma, mas as qualidades em si:

-> Entre duas pessoas com o mesmo nível de estudo, tem mais chances a mais competente.

-> Entre uma pessoa com competência e sem estudo contra uma pessoa estudada mas sem essa vivência, é mais provável que a pessoa sem estudo tenha vantagem.

-> Mas com o nível de competência semelhante, o currículo faz a diferença.

Ou seja, não basta apenas confiarmos no curso que estamos fazendo, mas cabe a cada um buscar ser o melhor no que faz. Não pense que essa notícia traz desvantagem pra quem estuda, mas traz vantagem pra quem é bom no que faz. E se tu estuda, melhor ainda! Tem um diferencial a mais.

Essa notícia nada mais é que um estímulo maior para continuarmos estudando, aperfeiçoando habilidades e fazendo de nós mesmos o capital humano que toda empresa quer e precisa.