Cultura? Onde?

Quero fazer um comentário confuso sobre uma constatação equivocada. Não existem culturas diferentes, tampouco cultura inútil. Toda cultura é útil, não importando seu conteúdo, ou a falta dele. Afinal, como vamos saber como arrumar falhas nos métodos de comunicação, se não notamos sua presença? Como vamos determinar o rumo da produção de cultura da humanidade, baseando-se só em textos compridíssimos de longas pesquisas científicas?

Penso na parte “inútil” da cultura como a porção mais importante. Pensamentos aleatórios, inversões, constatações que nada adicionam à realidade imposta por determinadas regras são o que mostram aquele ângulo obtuso, a resposta do novo, que ainda não veio, ao antigo e conservador, atualizado a cada minuto.

Digo, não pensem em cultura como repartições, e sim como um bloco. Toda regionalização, diferença, pensamento pessoal é contribuição para o inteiro da cultura humana, mesmo que por um período curtíssimo de tempo, que vai ser esquecido (ou não), e não deixa de ser uma reação à influência da regionalização da cultura aplicada sobre esse indivíduo. Como disse Félix Guatarri em sua tese Micropolíticas – Cartografias do Desejo, toda cultura é reacionária. Se existe alguma pessoa fora do bloco cultural, logo ao entrar em contato com ele, sua cultura individualizada não vai deixar de existir, mas vai ser adicionada a esse bloco. Sua adaptação à essa cultura, sua reação e sua produção vão contribuir para a evolução do todo. Portanto, não trato de casos isolados, trato da sociedade na qual estamos inclusos. Afinal, tudo que estiver fora disso, é porque está fora da nossa percepção. Se não sabemos da existência de algo, culturalmente ela não existe.

Finalmente, chego onde eu quero. A Internet. Pensei nesse post depois de ouvir alguns zilhões de comentários sobre “como a internet tem mais cultura inútil que útil”. Particularmente, vejo a internet como uma maravilha cultural. Superficialmente (repito, SUPERFICIALMENTE, quem sabe eu desenvolvo esse raciocínio melhor outro dia) falando, pode ser que a Web seja a causa da total reformulação do Capitalismo, num futuro próximo. Não existem barreiras culturais na internet. Cada um pode dizer e fazer o que quiser, inclusive o que é considerado ilegal. É o lugar onde podemos ver esse bloco correr livre, ver até onde a humanidade chega. O lugar que dá a liberdade de produção, também dá a liberdade de escolha de recepção. Quem diz que “há cultura inútil demais na internet”, ou não sabe o que procura, ou não sabe procurar. Os mecanismos de organização da rede são, por incrível que pareça, muito fáceis de entender. O problema, na hora de buscar conteúdo na rede, não está nela, mas na velha interface cadeira-teclado.

Tento ser um usuário totalmente abrangente da rede, mas isso é tão possível quanto ter todo o conhecimento gerado pela humanidade até hoje. Mesmo assim, observar reações que tantos consideram anti-culturais, que na verdade são exatamente o contrário (pró-culturais), é o mais divertido. Entender a mecânica de uma gramática como o tiopês e os inúmeros posts com humor totalmente desprovido de sentido óbvio e limitação moral do 4chan são a prova de que o humano está descobrindo o caminho para uma evolução mais eficiente. A quebra de velhas barreiras dogmáticas, que só fazem atrasar a cultura.

Se você, leitor, considerou isso que eu escrevi, os conceitos que eu citei uma completa besteira, atingi pelo menos um dos meus objetivos… Fiz vocês reagirem. O fato de tu não voltares mais aqui, não leres mais meu blog, e falar para outros não lerem porque o autor é um péssimo escritor, é uma reação à minha produção de cultura. Querendo ou não, me fazendo entender ou não, eu mudei tua vida.

Espero uma resposta. Gostando ou não, vocês só podem mudar minha vida de uma maneira: Comentando HAHAHAH

boa semana o/

Anúncios

3 pensamentos sobre “Cultura? Onde?

  1. Bom, com tudo que vc falou eu concordo, sempre pensei a mesma coisa, mas o meu problema é que nao sei colocar isso em palavras, e você simplesmente o fez, e muito bem feito, por isso a única coisa que eu discordo é quando diz que o autor é péssimo.

    Vc disse “Os mecanismos de organização da rede são, por incrível que pareça, muito fáceis de entender. O problema, na hora de buscar conteúdo na rede, não está nela, mas na velha interface cadeira-teclado.” …. E iso é muito verdade, a Internet está cheia de coisas incríveis, de informações até p/ pergunta mais besta que vc tenha, é algo que une as pessoas, imagine se a internet n~ao existisse nunca poderia ter te conhecido, e vc nunca teria visto ver vc colocar meus pensamentos em palavras. O ser humano precisa crescer um pouco mais, mentalmente e espiritualmente, começar a sair da mesmice do dia a dia, e deixar de ser sugado pela mídia burocráta.

    Bom é isso, se eu fiz algum sentido ou não, não tem problema, pq um dos meus objetivos eu atingi, que foi fazer com que vc perdesse seu tempo lendo meu comentário! Agora cabe a vc decidir se foi útil ou não!! hehehehe

    Kisu kisu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s